sexta-feira, 21 de agosto de 2009

A vida e suas peripécias errantes...



Uma pequena porção de erros com uma imensa dose de acertos, assim temos a nossa poção de aprendizagem. Por que a maioria das pessoas se culpam tanto pelos seus erros? Se lamentam como se isso fosse a pior coisa do mundo. Olha... errar não é uma coisa legal, ninguém gosta de cometer tal empecilho, mas conhecem aquele ditado errar é humano? Eu prefiro enxergar por outro ângulo, é claro que é humano, mas é muito mais que isso, tal erro cometido por medo ou não, nos causa dor, desespero, arrependimentos e mais um turbilhão de emoções, de fato errar também é experiência. Há quem pense que quando se erra, apenas perde, apenas sofre e faz o próximo sofrer, que quando se erra nada se ganha. Tolinhos, com os erros que cometemos ganhamos novos conceitos, talvez até princípios, experiência e futuramente aprendemos ou não como reagir a tal situação.

Já percebemos como nos deparamos com diversas situações parecidas ou até mesmo iguais pela vida? Sim, e é a medida que o tempo passa que nós vamos aprendendo a contorná-las. Não importa quantos erros cometemos, nem quantas vezes fomos injustiçados com os erros dos outros, não é questão de ser perdoado ou perdoar, a questão é entender. Todo mundo tem o direito de errar, não se vive com o medo de errar, por que é se arriscando que se vive, que se aprende e assim nos aproximamos mais de onde gostaríamos de estar. Eu sempre gosto de repetir, que esta vida é muito louca, pense na quantidade de peripécias que ela nos impõe, quando tudo parece estar saindo bem, um simples gesto ou palavra que passa despercebido por nós pode mudar tudo e nos colocar em situações que parecem difíceis, mas nem sempre são. Eu acredito que a vida nos dá apenas o que podemos suportar para nos tornarmos mais fortes, o fato de quando crianças não termos problemas é uma bobagem, a verdade é que crianças também tem problemas, do tamanho que elas podem suportar e a medida em que vão crescendo, a capacidade de suportar seus problemas e de superá-los vão aumentando...Bom e é por estas e outras coisas que eu acho a arte de viver uma aventura admirável.


Bom fim de semana! *--*

Sigam me os bons ... :P


3 comentários:

Glaucio-Rockeriot disse...

"...esta vida é muito louca, pense na quantidade de peripécias que ela nos impõe..."

Peripécias, muitas peripécias, elas não são poucas. Mas é este o ponto principal, querendo ou não estamos sujeitos as peças que a vida nos aplica, e com isso acabamos criando nossos próprios meios para suportá-los ou resolvê-los, e como você disse é apartir disso que nos tornamos mais fortes, nos tornamos mais humanos. Devemos parar de reclamar e viver mais, nunca ninguem terá uma vida sempre linear, sempre haverá os benditos problemas, sejam eles peripecias da vida, seja criados por nós mesmos e nossos medos.

Um bom

kbritovb disse...

puta meu erra faz parte da vida isso todo mundo sabe
ja q vc citou o ditado errar é humano vo falar outro que minha mãe me dizia desde pequeno
é errando que se aprende =]

tem uma música da marisa monte bem parecida com nome do seu blog, já pensou em colocar ela como tema dele. Marisa monte - Infinito particular
se não achar legal tudo bem, só uma dica

Dinho F disse...

Nascemos para ser felizes, por isso os esqueletos de laboratório sorriem. Já imaginou o quanto aqueles mesmos esqueletos - quando encobertos por músculos, veias, artérias e pele e uma boa camiseta indie -, erraram? So... after death, we dance to the end of smile.